terça-feira, 22 de maio de 2018

MP-BA recomenda suspensão de concurso da Polícia por ‘graves irregularidades’



MP-BA recomenda suspensão de concurso da Polícia por ‘graves irregularidades’
Foto: Divulgação


O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou a suspensão do concurso público da Polícia Civil do Estado da Bahia após ter encontrado “graves” irregularidades no certame. A prova foi aplicada no dia 22 de abril e ofertava 880 vagas para cargos como delegado, investigador e escrivão. A suspensão deve ser mantida “até que as irregularidades noticiadas sejam suficientemente apuradas ou esclarecidas”. 

De acordo com o MP, diversas irregularidades ocorreram, como uso de celular para fotografar o momento de aplicação da prova, ausência de identificação formal dos candidatos, retirada do gabarito antes do término do tempo estabelecido para a realização da prova, deficiências na aplicação e fiscalização das provas e descumprimento da proibição do candidato levar o caderno de prova após o concurso. 

 As irregularidades ocorreram na primeira e na segunda etapa do concurso, em que foram aplicadas provas objetivas e discursivas. Além de suspender a prova, o MP determinou que as responsabilidades sejam apuradas.



(Bahia Notícias)




FEIRA DE SANTANA TERÁ CENTRO DE REFERÊNCIA PARA AUTISTAS



Resultado de imagem para Feira: Cidade terá centro de referência para autistas
Foto: Secom

Feira de Santana deve ter um centro de atendimentos para pessoas com autismo. O espaço deve contar com atendimento psicológico, pedagógico, além de contar com atividades integrativas e esportivas. O prefeito Colbert Martins Filho declarou em entrevista à Rádio Subaé, que o espaço será construído perto do Centro de Cultura Maestro Miro, no bairro Mochila. 

Uma licitação deve selecionar a empresa responsável pela obra, com orçamento estimado em R$ 936 mil para o trabalho. Ainda segundo o gestor, a construção foi discutida após censo feito pelo prefeito José Ronaldo (DEM) que identificou cerca de 650 pessoas com autismo em Feira de Santana.






MENSAGEM DO DIA: VOE MAIS ALTO!







Logo após a 2ª Guerra Mundial, um jovem piloto inglês experimentava o seu frágil avião monomotor numa arrojada aventura ao redor do mundo. 

Pouco depois de levantar vôo de um dos pequenos e improvisados aeródromos da Índia, ouviu um estranho ruído que vinha de trás do seu assento. 

Percebeu logo que havia um rato à bordo e que poderia, roendo a cobertura de lona, destruir o seu frágil avião. 

Poderia voltar ao aeroporto para se livrar de seu incômodo, perigoso e inesperado passageiro. Lembrou-se, contudo, de que os ratos não resistem a grandes alturas.
Voando cada vez mais alto, pouco a pouco cessaram os ruídos que quase colocaram em perigo a sua viagem.

Moral da estória: 

Se o ameaçarem destruir por inveja, calúnia, 
maledicência, diz que diz. voe mais alto.

Se o criticarem, voe mais alto...

Se fizerem injustiças a você, voe mais alto!!!

Lembre-se sempre que eles não resistem
às grandes alturas ...


segunda-feira, 21 de maio de 2018

Prisco vira réu por falsidade ideológica e fraude de documentos à frente da Aspra



Bahia Notícias

Prisco vira réu por falsidade ideológica e fraude de documentos à frente da Aspra
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias


O deputado estadual Marcos Prisco (PSC) se tornou réu pelo crime de falsidade ideológica praticado na época em que comandava a Associação de Policiais Militares, Bombeiros e Familiares do Estado da Bahia (Aspra). Inicialmente, a ação penal contra o deputado tramitaria no Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), diante da prerrogativa de foro que Prisco detinha na qualidade de deputado estadual. Entretanto, com o novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), de restringir o foro privilegiado para crimes relacionados ao mandato, o deputado será julgado por uma vara criminal de Salvador. 

 A denúncia contra Prisco foi apresentada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) em janeiro deste ano. Inicialmente, o feito foi distribuído no Plantão do Recesso do Judiciário. Na época, a juíza Nartir Weber negou um pedido feito pelo MP de busca e apreensão no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), por não poder ser apreciado em um plantão. A denúncia foi redistribuída ao desembargador Abelardo Paula da Matta, que também pediu redistribuição do feito, pois seria de competência do Tribunal Pleno e não da Câmara Criminal. O caso foi distribuído para o desembargador Júlio Travessa. 

Em decisão monocrática, Travessa determinou a remessa dos autos para 1ª instância, pois os atos praticados não foram cometidos durante o mandato. Segundo a denúncia, Prisco, junto com dois denunciados - Fábio da Silva Brito e Paulo Henrique Pereira de Souza, inseriu informações falsas em Atas da Assembleia Geral da Aspra, na condição de diretor e ex-coordenador-geral da associação. A denúncia indica que Marcos Prisco, à época dos fatos, desde que assumiu o mandato de vereador de Salvador, em março de 2013, determinou que seu assessor parlamentar produzisse, com antecedência, as atas de assembleia geral da respectiva Associação, com a prévia indicação dos nomes e cargos que seriam “eleitos”. 


Os editais das assembleias eram publicados em jornal de menor circulação para assegurar que o objetivo fosse atingido com sucesso. Segundo o MP, o “modus operandi” era comandado pelo deputado para fazer constar todos os nomes que seriam destituídos, bem como os empossados. As assinaturas na lista de “presença” também eram manipuladas, com nomes retirados, aleatoriamente, de atas antigas que o próprio Prisco fornecia, sendo que as assinaturas dos diretores eram colhidas posteriormente à confecção da ata. 

Foram inseridos, de forma fraudulenta, ainda nomes de soldados que não estavam presentes, sendo que um, inclusive, estava preso preventivamente em Itabuna, no sul do estado. Outro nome incluso era de um soldado que já havia pedido renuncia do cargo na Aspra por não concordar com as práticas da diretoria da instituição. A denúncia indica que os três denunciados, em comum acordo, inseriram declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, a fim de prejudicar direito, criar obrigação e alterar a verdade sobe fato relevante.


Após oito dias, dono da empresa Dolly é solto pela Justiça




Após oito dias, dono da empresa Dolly é solto pela Justiça
Foto: Reprodução / Globo News

O empresário Laerte Codonho, dono da empresa de refrigerantes Dolly, foi solto na noite desta sexta-feira (18) pela Justiça de São Paulo. Codonho estava preso há oito dias após ser alvo de uma operação do Ministério Público de São Paulo por fraude fiscal estruturada, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Segundo a Agência Brasil, a Justiça também soltou ontem o ex-gerente financeiro da Dolly, César Requena Mazzi, preso na mesma operação. O Grupo de Repressão a Delitos Econômicos (Gedec) do Ministério Público de São Paulo denunciou o empresário por sonegação fiscal nos últimos 20 anos, apontando um valor não pago de R$ 2,1 bilhões de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 

Somando-se os impostos federais, que não são objeto desta investigação, o valor da dívida pode passar de R$ 4 bilhões. De acordo com a Promotoria, a Dolly, comandada por Codonho, demitiu funcionários e os recontratou em outra companhia para fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Durante a operação foram apreendidos 13 veículos do empresário, três helicópteros, além de dinheiro em espécie. Os advogados de Codonho não foram localizados para comentar a soltura. O empresário deixou a carceragem do 77º Distrito Policial de Santa Cecília, na capital paulista, sem falar com a imprensa.


Bahia Notícias

Protesto de caminhoneiros contra aumento do valor do diesel fecha trechos da BR-324 e BR-116


G1

Foto: Setsul



Protestos de caminhoneiros, que estão em mobilização nacional contra o aumento do valor do diesel, interditam o trânsito em rodovias baianas, na madrugada desta segunda-feira (21). A categoria usou pneus para fechar as vias.

De acordo com a concessionária ViaBahia, um dos pontos de manifestação fecha um trecho da BR-324, na cidade de Amélia Rodrigues, a cerca de 90 quilômetros de Salvador. No sentido da capital baiana, o trânsito está interditado totalmente, enquanto que na direção contrária, o protesto fecha apenas faixa da direita.

Interdições ocorrem também em dois pontos da BR-116: no km 814, em trecho da cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, onde os dois sentidos da rodovia estão interditados; e no km 521, trecho de Itatim, também no sudeste do estado. Os manifetsantes fecham os dois sentidos da rodovia no local.

A concessionária ViaBahia não soube informar a extensão dos engarrafamentos causados pelos protestos.






Vitória bate Ceará no Barradão e deixa a zona de rebaixamento da Série A


G1



O Vitória tem bons motivos para comemorar o domingo de sol em Salvador. No jogo desta manhã, o Rubro-Negro venceu o Ceará por 2 a 1 – gols de Wallyson e Neilton, Wescley descontou – e deu um salto para fora da zona de rebaixamento. Com o resultado, o Leão conseguiu a segunda vitória seguida na competição, pulou para a 13ª colocação com sete pontos ganhos e agora seca os rivais que ainda jogam nesta rodada. Já o Ceará, com mais uma derrota, segue com três pontos ganhos na penúltima colocação do Brasileiro.


MP-BA recomenda suspensão de concurso da Polícia por ‘graves irregularidades’

Foto: Divulgação O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou a suspensão do concurso público da Polícia Civil do Estado da...